Services

0
Equipes de resgate encontram a caixa preta (Alfredo Bocanegra/Twitter)
A Aeronáutica Civil da Colômbia encontrou na tarde desta terça-feira as duas caixas-pretas do avião da Chapecoense, que caiu na região de Medellín e matou 75 pessoas a bordo – seis sobreviveram. Os equipamentos registram dados do voo e de voz do comandante e copiloto e costumam ser cruciais para desvendar causas de acidentes aéreos, caso estejam preservadas e funcionando.

A informação é de Alfredo Bocanegra Varón, diretor-geral da Aerocivil, que coordena o resgate e as investigações no cerro El Gordo, município de La Unión, em Antioquia. “Desde a madrugada estávamos procurando e nossa esquipe com especialistas experimentados em acidentes aéreos, piloto e engenheiros aeronáuticos encontraram as duas caixas-pretas, que são de cor laranja e estão em nosso poder e serão muito úteis para a investigação”, disse Varón. “Elas estão em perfeito estado.”

A Força Aérea da Colômbia, bem como outros órgãos de segurança aérea e resgate trabalham com retroescavadeiras, ambulâncias e helicópteros no local.

Ao todo, os cerca de 150 socorristas já removeram do local 66 dos 75 mortos e 6 pessoas com vida. . Os seis sobreviventes – jogadores da Chapecoense, tripulantes e um jornalista – foram encontrados no terreno ao redor dos destroços. Eles passaram por atendimento em hospitais da região. Os corpos foram encaminhados para uma base da Força Aérea e depois para o Instituto Médico-Legal de Medellín, capital da Antioquia.

Do Brasil, parte um voo da Força Aérea Brasileira nesta terça-feira com peritos da Polícia Federal e investigadores do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), servidores dos ministérios da Saúde, Itamaraty e do Esporte. Eles vão auxiliar na apuração das causas do acidente, perícia do local e reconhecimento dos corpos, além de prestar apoio a vítimas e familiares.

As duas caixas -pretas do avião são encontradas (Aeronáutica Civil/Divulgação)

FONTE - VEJA

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.