Services

0
Tribunal de Justiça da Paraíba - Divulgação
A Primeira Câmara Cível do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) obrigou o Estado a nomear um homem aprovado em 2º lugar em concurso público para o cargo de professor da disciplina História de Educação Básica 3. O concursado ainda não havia tomado posse no cargo, mesmo com professores contratos como temporários estarem ocupando a vaga.

Segundo o relator do processo, o juiz substituto Aluízio Bezerra Filho, o Estado realizou concurso oferecendo as vagas, mas manteve a contratação temporária de professores para o cargo de maneira irregular.

Com a decisão, o Estado da Paraíba deve nomear o concursado aprovado e encerrar a contratação temporária dos professores que ocupam o seu lugar.


FONTE - PORTAL CORREIO

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.