Services

0
Alan Ruschel concedeu entrevista coletiva em Chapecó - 17/12/2016 (Tarla Wolski/Futura Press/Folhapress)
O lateral gaúcho Alan Ruschel, um dos seis sobreviventes a queda do voo que transportava a equipe da Chapecoense nas proximidades do Aeroporto de Medellín e que matou 71 pessoas, falou neste sábado aos jornalistas pela primeira vez desde o trágico acidente do último dia 29 de novembro. O jogador de 27 anos recebeu alta da clínica onde estava internado, na cidade de Chapecó, na última sexta-feira. Muito emocionado, Alan garante que seu plano é voltar aos gramados. “Farei de tudo para voltar a jogar. Com muita paciência, farei de tudo para dar muita alegria para esse pessoal aqui”.

No seu retorno à Arena Condá, o jogador da Chape admitiu na entrevista coletiva que foi solicitado a trocar de poltrona por um dos diretores do time antes do voo da LaMia decolar. “Quando a gente chegou em Santa Cruz (de la Sierra, na Bolívia), eu estava sentando mais atrás, e o Cadu (Eduardo Luiz Preuss, gerente de futebol) pediu pra sentar na frente para deixar os jornalistas no fundo. Na hora eu não quis sair. Aí o Follmann insistiu para que eu sentasse com ele. Aí saí de traz e fui sentar com o Follmann. É a parte que eu lembro.”

As memórias do acidente param por aí. Agora, Alan Ruschel quer olhar para a frente. Inclusive o jogador já projeta sua volta aos gramados. “Eu calculei três meses para calcificar a coluna, já passou um. Mais dois meses para fortalecer a musculatura. Estou só na capa do grilo (risos).”

Jackson Follmann (Instagram)

Follmann é transferido – O goleiro da Chapecoense Jackson Follmann, outro sobrevivente da tragédia, foi transferido na manhã deste sábado do Hospital Albert Einstein, em São Paulo, para a Clínica Unimed, na cidade catarinense. Follmann teve uma das pernas amputadas em decorrência das lesões sofridas no acidente e seguirá se recuperando no hospital em Chapecó. Antes de viajar, o jogador postou uma foto em sua conta no Instagram com a seguinte legenda: “Partiu Chapecó”.



FONTE - VEJA
Por Alexandre Salvador

Postar um comentário

Obrigado pelo seu comentário. Não publicamos neste blog comentários com palavras de baixo calão, denúncias levianas e troca de ofensas entre leitores.